Senhor sorrindo | Entenda o exame de urodinâmica
Entenda o exame de urodinâmica
5 (100%) 1 vote

O ato de urinar é composto por quatro fases: produção, transporte, retenção e excreção. Caso o paciente sinta algum desconforto ou anormalidade durante suas idas ao banheiro, o exame de urodinâmica é indicado para avaliar se todas estas fases estão funcionando bem.

Além disso, também é função do exame verificar quanto de urina o paciente está produzindo, retendo ou excretando, como anda o fluxo urinário e, sobretudo, avaliar as condições do trato urinário baixo.

Em suma, durante a urodinâmica, o médico verifica as fases de enchimento e esvaziamento da bexiga, utilizando um medidor para pressões vesicais, uretrais e abdominais. Vale ressaltar que o único meio de a bexiga segurar a urina é através do fechamento da uretra, com a ajuda do esfíncter vesical, músculo que controla a liberação do líquido. Caso o esfíncter fique relaxado demais, a pressão na bexiga aumenta, o que acarreta em jatos de urina muito fortes. Portanto, a urodinâmica identifica quaisquer distúrbios nessa musculatura.

Como a urodinâmica funciona?

A urodinâmica não é um exame tão simples e possui algumas fases. Isso significa que ele funciona como um combo de teste da bexiga, da uretra e do esfíncter vesical. Porém, mesmo que ele seja feito em etapas, não costuma ser muito demorado, tendo em média 30 minutos de duração.

Urofluxometria

Essa fase consiste na medição do fluxo urinário relacionado ao tempo que o paciente gasta durante o ato. O indivíduo deve apenas urinar sobre o urofluxômetro, aparelho responsável pela aferição.

Cistometria

A cistometria funciona basicamente como a urofluxometria, mas o fluxo da urina é relacionado com a pressão da bexiga. Para realizá-lo, o médico introduz duas microssondas na uretra: uma que irá medir a pressão e a outra infundir o soro. A pressão intra-abdominal também é avaliada, através de outra pequena sonda colocada no reto.

Estudo da micção

Nesta fase, o médico coleta os dados concretos sobre o esvaziamento vesical e a função do esfíncter.

Perfil pressórico uretral

O grau de fechamento da uretra em repouso e enquanto faz esforço também deve ser medido, e é exatamente isso que o perfil pressórico da uretra faz. Contudo, essa etapa só é indicada para indivíduos que apresentem alguma insuficiência no esfíncter.

Eletromiografia

O paciente recebe em seu corpo eletrodos que têm como objetivo identificar a atividade elétrica do esfíncter. Esse exame também não é obrigatório para todos, apenas para casos em que o esfíncter uretral externo esteja alterado.

Quem deve fazer a urodinâmica?

  • Pacientes com sintomas de incontinência urinária, perda involuntária de urina, vontade excessiva de urinar e nictúria.
  • Indivíduos que se encontrem em tratamento de incontinência urinária, mas que não estejam vendo resultados.
  • Pacientes que já se submeteram à cirurgia na pelve.
  • Pacientes que já passaram por radioterapia pélvica.

Procure seu urologista

Os problemas na bexiga e no trato urinário têm tratamento, mas é preciso que você procure um urologista nos primeiros sintomas. Na Vivace Saúde do Homem, clínica de urologia no Rio de Janeiro, os especialistas estão dispostos a atendê-lo com dedicação e profissionalismo.

Ligue para a Vivace!  Nosso número é (21) 3199-0400

Dr. Paulo Roberto

Dr. Paulo Roberto S. de Carvalho
Urologista
CRM 52799041

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2014 © Copyright - Vivace.Todos os direitos Reservados