Homem negro careca sorrindo | HPV: tire suas dúvidas sobre a doença
Avalie este post

O HPV ou papiloma vírus humano é um vírus que atinge a pele e as mucosas, e pode causar verrugas e lesões, como manchas, caroços ou feridas.

O HPV nos homens, em alguns casos, pode originar tumores no pênis; nas mulheres, no colo do útero; e em ambos os sexos, na garganta e no ânus. Porém, na maior parte dos casos, a doença é altamente tratável e o vírus é totalmente eliminado do organismo antes que a doença evolua.

Por ser transmitido pelo contato pele com pele, o HPV é considerado uma doença sexualmente transmissível (DST). Acredita-se que entre 80 e 90% da população com vida sexual ativa já entrou em contato com o vírus em algum momento na vida, mesmo sem apresentar nenhuma lesão ou sintoma aparente. E em 90% dos casos o vírus é eliminado totalmente do organismo antes mesmo de se manifestar.

Tipos de HPV

Cada tipo de HPV pode causar verrugas ou feridas em partes diferentes do corpo. Sabe-se que existem mais de 200 tipos diferentes de HPV, dos quais 150 já foram identificados e estudados.

Dentre todos esses tipos, apenas 14 são capazes de provocar lesões precursoras de câncer: 70% dos casos de tumores são causados pelo HPV 16 ou 18, e os 30% restantes, por outros tipos.

Transmissão do HPV

O contato sexual é responsável por 98% dos casos de transmissão de HPV. E diferente de outras DSTs, o contágio pode acontecer mesmo sem troca de fluidos: só o contato com a região infectada (contato do pênis com ânus ou vagina, por exemplo) já é suficiente para transmitir a doença. Desta forma, o uso da camisinha se torna fundamental para a prevenção, inclusive durante o sexo oral ou anal.

Outras formas de transmissão, bem menos comuns, são o contato com verrugas na pele, compartilhamento de toalhas e roupas íntimas e a transmissão do vírus de mãe para filho no momento do parto.

Fatores de risco

Alguns grupos e comportamentos são considerados fatores de risco para a doença, por aumentarem a exposição ao contágio. São eles:

  • Fazer sexo sem proteção.
  • Ter múltiplos parceiros sexuais.
  • Vida sexual precoce.
  • Pessoas com comprometimento no sistema imunológico.
  • Presença de outras DSTs.

Sintomas

Em muitos casos, a doença é eliminada do organismo antes que os sintomas apareçam. Mas quando estes se manifestam, geralmente é por meio de verrugas e lesões na pele, que normalmente surgem como pequenas manchas esbranquiçadas ou amarronzadas, acompanhadas de coceira.

As lesões aparecem principalmente na região genital, mas podem surgir também em outras partes do corpo. Nos homens, o pênis é o lugar mais comum, seguido da garganta, ânus, boca, mãos e pés.

Quando as lesões no pênis não são perceptíveis a olho nu, podem ser investigadas por meio de exames como a peniscopia.

Tratamento

O tratamento do HPV varia de acordo com o tipo de lesão ou verruga e a região do corpo em que se encontra.

Para lesões e verrugas externas menores, podem ser usados cremes ou loções à base de ácidos e outras substâncias. Nos demais casos, podem ser empregadas técnicas de retirada (cauterização) com laser, gelo seco (crioterapia), ácido ou radiofrequência.

Deve-se ressaltar que os tratamentos contra o HPV agem somente contra os sintomas da doença. A eliminação do vírus pelo organismo ocorre de forma natural em 90% dos casos, em até 1 ou 2 anos após a manifestação clínica, sobretudo em casos de pacientes jovens.

Parceiro também deve realizar o tratamento

Quando uma pessoa descobre que possui o vírus HPV, é fundamental que seu parceiro sexual também seja examinado e se submeta ao tratamento se necessário.

Lembrando que, ainda que isso não seja comum, o vírus pode permanecer incubado (sem manifestações clínicas) no organismo do paciente por até 20 anos, ou seja, muitas vezes é praticamente impossível ter certeza de quando ou de quem a doença foi contraída.

Conheça a Vivace, clínica de saúde do homem no Rio de Janeiro

Fazer visitas regulares ao médico e estar em dia com seus exames de rotina é importante para evitar a transmissão e o contágio de HPV e de outras doenças sexualmente transmissíveis.

A Vivace, clínica de saúde do homem no Rio de Janeiro , tem diversas especialidades para você, como Urologia, Clínica Médica, entre outras, com profissionais especializados para tirar todas as suas dúvidas e oferecer um tratamento de ponta. Agende uma consulta.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2014 © Copyright - Vivace.Todos os direitos Reservados

Whatsapp