A próstata é uma região do homem que está suscetível a uma série de problemas, embora o câncer de próstata seja o mais divulgado, vários outros males podem atingi-la, fazendo com que uma série de tratamentos e técnicas sejam desenvolvidas para ajudar quando eles começam a surgir. Quando ocorrem problemas urinários como: dificuldade em urinar, aumento do tempo necessário para terminar de urinar e até mesmo não conseguir urinar, estes são sinais que existe algum problema afetando a bexiga ou a próstata.
Em geral, o problema é o aumento da próstata que diminui ou até mesmo bloqueia a saída da bexiga, e nestes casos o procedimento mais recomendado é uma cirurgia de ressecção transuretral da próstata.
A maior parte dos homens sofrem de algum problema na próstata, principalmente ao chegar aos 60 anos, fazendo com que este procedimento seja um dos procedimentos ligados a próstata mais requisitados . Embora muitos homens tenham medo dos procedimentos cirúrgicos ligados a próstata, às vezes eles são o único meio de evitar problemas maiores. Para informar e tirar possíveis dúvidas sobre a ressecção transuretral da próstata, seguem algumas informações importantes:

Como funciona a ressecção transuretral da próstata

O cirurgião insere um ressectoscópio (instrumento utilizado na cirurgia) através da uretra, o canal que tem como principal função a de transportar a urina da bexiga para fora do corpo. O ressectoscópio vem devidamente equipado com luzes, válvulas e materiais para fazer o corte de tecidos. No procedimento, o cirurgião vai eliminando uma peça de tecido por vez, levando-os até a bexiga onde serão descartados. A operação elimina toda ou parte da próstata do homem.

Quando é necessário fazer uma ressecção transuretal da próstata

A maior parte dos casos surgem por problemas relacionados ao tamanho da próstata, quando, por exemplo, esta cresce além do normal obstruindo todo ou parcialmente o canal de saída da urina. Em casos de câncer de próstata que impossibilitam o paciente de urinar e uma prostatectomia radical não é possível, geralmente é recomendado que ele adote a ressecção transuretral da próstata como procedimento para aliviar os sintomas.

Leia também:  Tudo sobre a infecção urinária

Riscos

Qualquer procedimento cirúrgico pode apresentar riscos que vem de possíveis complicações que podem ocorrer na mesa de cirurgia e efeitos colaterais do ato cirúrgico. No caso da Ressecção transuretral da próstata os riscos são:

  • Possibilidade da urina sair com sangue após a cirurgia;
  • Pode se tornar doloroso ou mais difícil urinar após a cirurgia;
  • Ejaculação retrógrada, quando a ao invés do sêmen ser expelido pelo pênis ele vai parar na bexiga;
  • Possíveis infecções;
  • Desconfortos nas regiões suprapúbica, perineal ou genital;
  • Riscos de danos aos órgãos localizados próximos a região da cirurgia;
  • Incontinência Urinária por um determinado tempo;

A maior parte dos riscos listados não são comuns de ocorrer, sendo que a maior parte dos pacientes consegue retomar a vida normal em pouco tempo;

Após a ressecção transuretral da próstata

Logo após o término da cirurgia, o paciente é levado para uma sala onde realizará uma série de exames de checagem para saber se está tudo certo, e podem incluir eletrocardiogramas, exames respiratórios, exames de pressão, etc. Com o aval do médico após os exames, o paciente pode ir para um quarto onde será alimentado primeiramente com líquidos até seu corpo estar preparado para alimentos sólidos. O catéter que segura a urina deverá permanecer no lugar entre um e três dias para drenar a urina até a cura da próstata.
Ao voltar para casa o paciente precisará consumir bastante líquido, em média de 2 a 3 litros por dia, para ajudar a liberar coágulos restantes da cirurgia. Trabalhos que exijam esforço não devem ser realizados até a orientação médica. Qualquer sintoma estranho como dificuldade em urinar, febre, vermelhidão, inchaço ou sangramentos no lugar onde o ressectoscópio foi inserido deve ser notificado ao médico imediatamente.

Leia também:  Como escolher o protetor solar?

Na Vivace, clínica de urologia no Rio de Janeiro, você conta com os urologistas especializados, prontos para prescrever os melhores tratamentos. Venha par aa Vivace, e ganhe em qualidade de vida!

Ligue para a Vivace! Nosso número é (21) 3199-0400

Dr. Luiz Augusto

Dr. Luiz Augusto W. de Carvalho
Urologista
CRM 52766640

  1. 23 de novembro de 2015

    quanto tempo a prostata leva para crescer novamente apos a ressecçao ?

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2014 © Copyright - Vivace.Todos os direitos Reservados

× Whatsapp